A Brasília que não lê

Quem são esses brasileiros analfabetos residentes no DF?

Leia Mais

Projeto Leitura

O Projeto Leitura, tem como objetivo vencer um dos maiores desafios encontrados pelos professores e amantes da literatura: Criar o hábito da leitura.

Leia Mais

Projeto LEF

Projeto LEF Confira artigos, trabalhos, Vídeos, Fotos, projetos na seção do Letramento no Ensino Fundamental.

Leia Mais

Estudantes do ensino médio que buscam uma vaga na Universidade de Brasília (UnB) prestam a prova hoje, às 13h. Metrô-DF recomenda que quem for usar o transporte chegue às 9 estações que estarão abertas com duas horas de antecedência

 

 

 

 postado em 03/12/2017 08:00 / atualizado em 02/12/2017 21:04

 Mariana Niederauer

 

 
Mais de 50 mil estudantes inscritos no Programa de Avaliação Seriada (PAS) farão hoje as provas da seleção para a Universidade de Brasília (UnB). Segundo o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), 53.794 candidatos se inscreveram nas três etapas do processo. Os candidatos do 3º ano do ensino médio concorrem a 4.222 vagas — 2.112 para o primeiro semestre e 2.110 para o segundo.
 
 
De acordo com o edital, os estudantes precisam chegar aos locais de provas uma hora antes, ou seja, às 12h. Os portões se fecham às 13h, horário de início do exame, que tem cinco horas de duração. Quem precisar usar o metrô deve ficar atento ao funcionamento, já que os funcionários da companhia estão em greve. Devem circular apenas três trens ao longo do dia e nove estações estarão abertas. São elas: Central, Shopping, Guará, Águas Claras, Relógio, Ceilândia Centro, Terminal Ceilândia, Furnas e Terminal Samambaia.
 
A recomendação é de que os passageiros antecipem em duas horas a programação de deslocamento aos locais de prova. A previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) para hoje é de chuvas esparsas, semelhante ao tempo de ontem. 
 
“O fundamental nesse momento de prova é lembrar das regras do processo. Elas lembram as do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), que ocorreu há pouco tempo, mas há algumas diferenças”, observa o professor de sociologia Bruno Borges, coordenador do Serviço de Orientação ao Vestibulando (SOV) do Leonardo da Vinci.
 
Uma delas é o rigor com os alimentos levados. Eles devem estar, impreterivelmente, em embalagens transparentes, inclusive a água. É obrigatória ainda a apresentação de documento original com foto, cartão de confirmação e levar caneta de tinta preta fabricada em material transparente.
 
A gestão do tempo de prova também muda. O ideal é que os candidatos gastem pouco mais dois minutos e meio por questão. Estudantes que prestam a prova da primeira etapa terão de responder a 100 itens. Os da segunda etapa, 110; e os da terceira, 120. Como não é permitido usar relógio, Bruno orienta que o aluno use como referencial o número de questões resolvidas a cada etiqueta de horário retirada pelo fiscal — o ideal é que esse número varie de 13 a 14 respostas, lembrando que um item errado anula um certo.
 
Um número muito distante disso, para mais ou para menos, indica que o nervosismo pode estar afetando a resolução e que o aluno deve tentar se acalmar para alcançar um desempenho melhor, sugere o professor. Além disso, é importante reservar cerca de uma hora para escrever a redação.
 

Prazos

 
Depois de terminar a prova, o estudante já deve ter em mente os próximos prazos da seleção. Na quarta-feira, saem os gabaritos preliminares e, nos dois dias seguintes, o Cebraspe receberá recursos contra as respostas. “Os candidatos precisam ficar atentos, pois é um período muito curto para entrada com recursos”, observa Bruno Borges.
 
Ele sugere que os estudantes fiquem de olho nos gabaritos extraoficiais liberados por seus cursinhos e colégios. Dessa forma, poderão ter argumentos para as contestações dos itens na fase recursal.
Categoria pai: Seção - Blog

Uma palavra depois da outra


Crônicas para divulgação científica

Em 05 de Dezembro de 2017, chegamos a 5159downloads deste livro. 


:: Baixar o e-book para ler em seu Macintosh ou iPad
:: Baixar PDF


Novos Livros

Perfil

Nasci no remoto ano de 1945, em São Lourenço, encantadora estação de águas no sul de Minas, aonde Manuel Bandeira e outros doentes iam veranear em busca dos bons ares e águas minerais, que lhes pudessem restituir a saúde.

Leia Mais

Publicações

Do Campo para a cidade

Acesse:

 

Pesquisar