Da Redação

Na semana das Crianças, o S
uper! falou com 16 meninos e meninas para saber como eles pensam. Demos a elas oito perguntas e cada uma delas foi respondida por duas crianças, tanto em forma de texto como de desenho. Todas as questões foram baseadas na pesquisa Kids Experts, do canal de televisão Cartoon Network, que entrevistou meninos e meninas de todo o país para saber qual o perfil da criança brasileira hoje. Os assuntos abordados foram: ser criança, amizade, consumo, mundo e tecnologia.

A maioria dos meninos, entre 7 e 15 anos, respondeu que “ser criança” é poder brincar com brinquedos e jogos, enquanto que para a maioria das meninas na mesma faixa etária é poder brincar com os amigos. Já o pior aspecto em ser criança é, para os meninos, levar bronca dos pais e fazer lição de casa. E para elas é não poder ir aonde querem.

E o que elas mais valorizam em uma amizade? Meninos e meninas responderam igualmente que é poder confiar os seus segredos. Sobre o que mais conversam? Os meninos falam de videogames e o bate-papo das meninas é sobre outros meninos e meninas.

Drogas, pobreza, violência, guerras e ecologia (aquecimento global e desmatamento) são os problemas que mais temem no mundo atual. E quando se trata da sua vida particular, o que mais as preocupa é a responsabilidade com os estudos (tirar boas notas), e se dar bem com os amigos e que seus pais fiquem desempregados. Sobre o seu futuro, a profissão do sonho da maioria dos garotos é ser jogador de futebol. As meninas querem se formar em veterinária. A pesquisa comprovou que um dos temas mais falados e mais desejados entre a garotada é a tecnologia. Computadores, jogos e tocadores de MP3 lideram o ranking . Nas páginas 8 a 11, você vai ver o que essa garotada pensa, gosta e acha do mundo em que vive.


Qual a melhor coisa de ser criança?
Paulo de AraújoCB
 

Juliana da Silva Barbosa, 10 anos, Samambaia

A melhor coisa de ser criança é que eu não tenho que ter a responsabilidade de um adulto, porque a minha vida é brincar e estudar. Quando eu crescer, eu tenho que ser advogada, mas para isso eu tenho que estudar muito e brincar.

A melhor coisa de ser criança é que eu posso sonhar sem me preocupar com o amanhã, é brincar e fazer as coisas que eu gosto.

A melhor coisa de ser criança é que eu posso sair com meus pais e irmãos, brincar com eles e ser feliz. Eu queria que todas as crianças pudessem ter um pouco do que eu tenho.



Qual a pior coisa de ser criança?
Marcelo FerreiraCB -24907
 

Alice Miranda Bentes, 9 anos, Sudoeste
Bem, a pior coisa de ser criança são os deveres. Se me mandam arrumar meu quarto, tenho que ir na hora arrumar. Também tem a parte em que nossos pais falam que não podemos, não podemos nunca! O que eu não gosto também é que temos que dormir cedo e acordar cedo! Gostaria que nós crianças pudéssemos dormir tarde e acordar tarde.

Existem lugares que não podemos ir e filmes que não podemos ver, por que isso? Somos apenas crianças! Sabe, já que não podemos comer doces e coisas desse tipo, porque os adultos não inventam um jeito de os doces ficarem com o mesmo gosto, só que saudáveis?

Mas mesmo que possa ter seu lado ruim, eu adoooooro ser criança!



O que você quer ser quando crescer?
Adauto CruzCB
 

Hernandes Rodrigues Lima, 10 anos, Samambaia
Eu quero ser um jogador de futebol, porque desde que eu joguei bola pela primeira vez eu descobri que isso era a coisa mais legal que eu poderia fazer.

Quando jogo, sempre penso em marcar muitos gols. Eu queria ser um ótimo atacante e jogar no time do meu coração. Eu procuraria ser rápido e jogar com muita raça e habilidade.

O meu time é o Flamengo desde que meu pai me levou para a feira e eu vi a camisa do clube. Eu gostaria de ser como o Romário e o Zico, alguns dos maiores jogadores que o Flamengo já teve.

Se eu jogasse e se eu fosse o melhor jogador de futebol, poderia até jogar em outros lugares e conhecer outros países. E se o meu sonho um dia se realizar, eu vou agradecer muito ao meu pai e à minha mãe.



Qual a importância de se ter um amigo?
Breno FortesCB
 

Letícia Alves Lima, 10 anos, Asa Norte

Uma amizade se inicia quando as pessoas começam a conversar e a dar opiniões sobre um assunto que elas entendam. Aos poucos, se conhecem melhor e se tornam amigos.

Não é interessante forçar uma amizade, porque depois de algum tempo a pessoa perceberá que havia interesse na companhia. Uma amizade de verdade surge naturalmente. Todo mundo tem um amigo, pelo menos um, mas tem. Quem não tem, com certeza corre atrás para ter. Uma amizade de verdade exige muito pouco das pessoas. Em primeiro lugar, naturalidade, depois respeito e a fidelidade. Então, respeite. Afinal, ninguém é igual. Respeitar um amigo é aceitá-lo do jeito que ele é, ouvir seus problemas com paciência, ajudá-lo com as dificuldades na escola.

É muito importante ter amigos, porque, às vezes, quando você quer falar sobre um assunto em que ninguém te entende, o amigo pode entender.



Sobre o que você mais fala?
Paulo de AraújoCB

Carlos MouraCB - 24907
Ana Clara Bentes, 11 anos, Sudoeste

Ana Clara BentesReprodução
 

Juliane Sousa da Silva, 10 anos, Samambaia

Até um dia desses, eu adorava passar a tarde inteira com minhas amigas brincando de boneca, de escolinha, casinha, pique-pega e um monte de coisas de criança.

Agora, já tenho 10 anos e não tenho a mesma vontade de brincar horas e horas correndo e pulando. Depois que ganhei um minigame com um jogo bem legal eu fiquei muito feliz e empolgada e não queria mais sair para a rua. Minha mãe até disse: Essas tecnologias, eu não sei não!, mas eu achei bem divertido.

Se eu tivesse um computador seria bem melhor, poderia entrar na internet e jogar outros joguinhos, poderia ver como é que fazem os brinquedos e como são construídas as coisas. Isso tudo só acontece por causa da tecnologia. Quando eu crescer quero ser médica, mas na hora de fazer a cirurgia também poderei usar a ajuda de robôs e computadores.

Hoje, o que mais me interessa é me divertir com jogos, assistir a filmes no DVD, ouvir músicas no celular do meu irmão e tudo mais que só a tecnologia permite.

O que mais lhe interessa?
Pauo de AraújoCB - 25907
 

Ana Beatriz Alves Ferraz, 9 anos, Asa Sul

Eu gosto de falar sobre livros. Gosto de conversar com minhas amigas sobre o que estou lendo.

Gosto de falar também sobre música, atores, novelas, planetas e alegrias. É muito bom conversar, falar, desabafar com as amigas.

Às vezes, é bom discordar também.



O que você pensa do mundo de hoje?
Carlos MouraCB - 24907
 

Débora Vieira Alves, 11 anos, Taguatinga

O mundo hoje é muito moderno, cheio de surpresas e desafios. Cheio também de tráfico de drogas e muita violência.

Para os adultos, o mundo é um pouco ruim, pois eles têm que trabalhar e se sustentar.

Para as crianças, o mundo é um grande desafio, pois elas têm que vencer a violência, superar obstáculos, vencê-los e conviver com superbrinquedos.

O mundo de hoje é feito especialmente para nós, crianças, pois temos um tipo de dom divino ou energia, que nos faz vencer tudo o que parece ser difícil.

Apesar de tudo o que acontece, eu me orgulho de ser criança e de viver neste mundo.



O que mais lhe preocupa?
Kleber LimaCB
 

Raissa Maria Ferreira dos Santos, 10 anos, Samambaia

Hoje em dia, algumas coisas que me preocupam são a violência, as mortes, os abortos e as doenças, que cada vez aumentam mais.

Mas o que mais me preocupa mesmo é perder meus pais e meus irmãos, ou seja, toda a minha família. Como é triste ver algumas pessoas na rua, sem pai, sem mãe, sem ninguém para conversar. Mas, graças a Deus, eu tenho pais e irmãos para me amar e para me ajudar em todas as minhas dificuldades e em todos os momentos da minha vida.





Categoria pai: Seção - Entrevistas

Pesquisar

PDF Banco de dados doutorado

Em 05 de fevereiro de 2024, chegamos a 1.314 downloads deste livro. 

:: Baixar PDF

A Odisseia Homero

Em 05 de fevereiro de 2024, chegamos a  7.465 downloads deste livro. 

:: Baixar PDF

:: Baixar o e-book para ler em seu Macintosh ou iPad

Uma palavra depois da outra


Crônicas para divulgação científica

Em 05 de fevereiro de 2024, chegamos a 12.590 downloads deste livro.

:: Baixar PDF

:: Baixar o e-book para ler em seu Macintosh ou iPad

Novos Livros

 





Perfil

Nasci no remoto ano de 1945, em São Lourenço, encantadora estação de águas no sul de Minas, aonde Manuel Bandeira e outros doentes iam veranear em busca dos bons ares e águas minerais, que lhes pudessem restituir a saúde.

Leia Mais

Publicações

Do Campo para a cidade

Acesse: