O Povo, 16062010 - Fortaleza CE
*Fórmula certeira*
O Ceará não só colhe resultados animadores com o Programa de Alfabetização
na Idade Certa (Paic), mas, este será referência nacional O Ceará ganhou
destaque na área da Educação, neste início de semana, com a publicação dos
resultados do Programa de Alfabetização na Idade Certa (Paic), executado
pela Secretaria de Educação do Ceará (Seduc), voltado para alfabetização de
crianças de até sete anos de idade. Os resultados obtidos desde sua
implantação, em 2007, fizeram com que a experiência cearense esteja sendo
pensada pelo Ministério da Educação como um modelo a ser aplicado em nível
nacional, segundo declarou em Fortaleza o próprio ministro da pasta,
Fernando Haddad.

Os números indicam que 162 municípios (88%) estão com médias satisfatórias
de alfabetização de crianças na faixa etária perseguida. Os resultados foram
apresentados pelo próprio governador Cid Gomes. De acordo com a verificação
feita pelo o Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica (Spaece), da
Seduc, houve uma progressão impressionante: em 2007, a média era de 118,9
pontos; 2008, a média foi de 127,7 pontos, e em 2009, a média obtida foi de
142,5 pontos, considerada suficiente. Já os alunos alfabetizados no término
do segundo ano do ensino fundamental eram 39%, em 2007, enquanto, no ano
passado alcançou 56%. Dos 184 municípios cearenses, 45,1% atingiram médias
de proficiência situadas no nível desejável, seguidos de 42,9% que estão no
nível suficiente, totalizando 88%. Há até onze municípios que já obtiveram e
até superaram médias de 200 pontos.

A criação de um programa específico de alfabetização para crianças dessa
faixa etária impôs-se como uma necessidade imperativa, tendo em vista os
resultados medíocres obtidos nos anos anteriores pelo sistema convencional.
Num primeiro momento, era compreensível que as autoridades da educação
tivessem como mira principal colocar todas as crianças em idade escolar na
escola. Junto com isso, assegurar-lhes os nutrientes mínimos capazes de
garantir um cérebro capacitado para absorver os conhecimentos. Se não
contarem com uma ração mínima de nutrientes seus cérebros poderão atrofiar,
daí o cuidado com a merenda. A partir de agora, está em jogo também a
questão da qualidade. Para isso foi preciso elaborar o programa
Alfabetização na Idade Certa, traçando os eixos fundamentais da educação
infantil, aperfeiçoando a gestão pedagógica da alfabetização e cuidando da
formação do leitor, da gestão municipal da educação e submetendo tudo a uma
avaliação externa. Ou seja, procura-se garantir o acesso à escola, mas
também estabelecendo mudanças nas práticas pedagógicas com o objetivo de
tornarem as aulas mais interessantes, sem esquecer o incentivo à leitura e a
capacitação dos profissionais da educação. A fórmula está dando certo, como
indicam esses primeiros resultados.
Categoria pai: Seção - Notícias

Uma palavra depois da outra


Crônicas para divulgação científica

Em 23 de Outubro de 2017, chegamos a 5052 downloads deste livro. 


:: Baixar o e-book para ler em seu Macintosh ou iPad
:: Baixar PDF


Novos Livros

Perfil

Nasci no remoto ano de 1945, em São Lourenço, encantadora estação de águas no sul de Minas, aonde Manuel Bandeira e outros doentes iam veranear em busca dos bons ares e águas minerais, que lhes pudessem restituir a saúde.

Leia Mais

Publicações

Do Campo para a cidade

Acesse:

 

Pesquisar